Infestação de escorpiões coloca região em alerta - Quintana News - Notícias de Quintana/SP e região! '

Infestação de escorpiões coloca região em alerta


A infestação de escorpiões tem colocado o País em situação de alerta, com destaque para o interior de São Paulo. A cidade de Botucatu, por exemplo, já decretou estado de emergência. Em 2017, de acordo com a prefeitura do município, foram registrados 98 acidentes envolvendo escorpiões. Já em 2018, o número aumentou para 108.

O Ministério da Saúde registrou, no ano passado, 141,4 mil casos de acidentes com escorpiões em todo o Brasil. Em 2017, foram 125 mil registros de acidentes (esses dados ainda são preliminares e serão revisados, portanto estão sujeitos a alteração). Em 2016, foram 91,7 mil casos. Em relação às mortes, em 2016 foram registrados 115 óbitos em todo o País e, em 2017, 88.

Atenção aos sintomas:

A grande maioria dos acidentes com escorpiões é leve e o quadro local tem início rápido e duração limitada. Os acidentados apresentam dor imediata, vermelhidão e inchaço leve por acúmulo de líquido, piloereção (pelos em pé) e sudorese (suor) localizadas, cujo tratamento é sintomático. As crianças abaixo de sete anos apresentam maior risco de apresentar sintomas longe do local da picada, como vômito e diarreia, principalmente nas picadas por escorpião-amarelo, que podem levar a casos graves e requerem a aplicação do soro em tempo adequado. No Brasil, a espécie de escorpião que causa mais acidentes, Tityus serrulatus, tem se expandido para um número maior de cidades, onde até então não era encontrada. Esta espécie possui facilidade para se reproduzir e colonizar novos ambientes.

O que fazer em casos de acidentes?

A recomendação é ir imediatamente ao hospital de referência mais próximo. Se possível, levar o animal ou uma foto para identificação da espécie, permitindo assim uma avaliação mais eficaz sobre a gravidade do acidente. É importante lembrar que não é em todo caso de acidente que o soro será indicado, e apenas o profissional de saúde poderá fazer essa avaliação. O antiveneno é indicado em casos moderados ou graves. Limpar o local da picada com água e sabão pode ser uma medida auxiliar, desde que não atrase a ida ao serviço de saúde.

Redação Quintana News
Com informações GDF
Tecnologia do Blogger.